É possível ficar sob o sol com um creme diário que contenha FPS?

De acordo com referências dermatológicas, a função primordial dos cremes com FPS não é exatamente proteger, mas sim hidratar, tonificar ou realizar um tratamento de acordo com os seus componentes.

O fator de proteção solar desses produtos é um adicional na sua composição e não substitui a aplicação de um protetor solar. Além disso, os cremes hidratantes são indicados para utilização no máximo duas vezes ao dia e para o FPS proteger, de fato, contra os raios solares, é necessário reaplicá-lo a cada duas horas.

Essa regra vale para caminhadas ao ar livre, idas à praia ou até mesmo um trajeto de carro quando o sol está radiante no céu. A pele é, sem dúvidas, a primeira a sentir a ação dos raios solares, dando sinais com pequenas manchas solares e sardas, perda do tônus, tonalidade desigual e outros problemas prejudiciais à sua saúde.

Ficando sob o sol de forma segura

Para garantir uma proteção eficaz contra a radiação solar, os dermatologistas indicam filtros solares com ativos fotoestáveis, ou seja, capazes de manter o mesmo fator de proteção durante longos períodos de exposição ao solar e com fórmula de amplo espectro, bloqueando não somente os raios UVB, mas também os UVA.

Fatores de acordo com o tom da pele

O mercado disponibiliza filtros solares com FPS variáveis.   A escolha deve ser orientada conforme tonalidade de pele e etnia, já que, quanto mais melanina, maior é a resistência à radiação. Por isso, é imprescindível uma consulta ao dermatologista, que é o profissional indicado para identificar a proteção solar adequada à necessidade da sua pele.

Para que realmente haja proteção, use seu protetor solar conforme orientação do seu dermatologista e reaplique a cada duas horas.

O que você achou deste artigo?

  • Gostei 0
  • Aplausos 0
  • Amei 0
  • Genial 0
  • Hmm 0
  • Não Gostei 0
Veja mais