Por que mesmo usando o protetor solar minha pele ficou vermelha após a exposição ao sol?

Deve-se observar a quantidade ideal para aplicação, reaplicação (recomendada de 2 em 2h), casos de sudorese intensa devem ser observados para considerar a reaplicação.

Ao voltar da praia, piscina ou até mesmo de uma caminhada rotineira do trabalho até em casa, eis que, você se olha no espelho e encontra a face ruborizada pela exposição ao sol. A vermelhidão também está presente nos braços, ombros e colo e o mais estranho é que você passou protetor solar antes de sair.

Bom, essa cena não é rara. E se você se identificou com a situação saiba que se a pele ficou queimada pelo sol, mesmo com a aplicação de filtro solar, houve um equívoco ou na escolha do fator ou na forma como o produto foi utilizado.

Como funciona o protetor solar?

O filtro solar é produto capaz de bloquear a radiação ultravioleta, reduzindo os danos causados à pele e prevenindo doenças dermatológicas.

Atualmente, somente uma parcela da radiação solar incidente na Terra é bloqueada, já que a camada de ozônio encontra-se prejudicada por um enorme buraco. Especialistas afirmam que, em média, 5% dos raios UVAs são barrados, enquanto os UVBs são bloqueados em 95%.

Os raios UVAs são responsáveis pelo envelhecimento precoce e os raios UVBs provocam o câncer de pele. Os produtos que conseguem fazer o bloqueio tanto dos raios UVBs quanto os UVAs são os mais indicados pelos dermatologistas, pois são mais eficazes e seguros.

O que fazer para não ficar com vermelhidão?

Para evitar queimaduras, mesmo após ter aplicado o protetor solar, é necessário ficar atento ao FPS do produto, conforme a cor da pele. Pessoas com pele muito clara são aquelas com menor concentração de melanina e, portanto, mais vulneráveis aos raios de sol, devendo usar produtos com FPS acima de 30.

A regra geral é que quanto mais clara for a pele, maior deve ser o fator. Por isso, é imprescindível uma consulta ao dermatologista, que é o profissional indicado para identificar a proteção solar adequada à necessidade da sua pele.

Para uso de protetores solares por crianças menores de 6 meses, recomendamos uma consulta prévia ao médico.

Para uma proteção realmente efetiva, o filtro solar deve ser reaplicado a cada duas horas e, após nadar ou se enxugar. Também é recomendado evitar exposição no período de incidência mais intensa, ou seja, das 10 horas às 16 horas, quando os raios são ainda mais prejudiciais à pele.

Você gostou desse artigo?
[Total: 8    Média: 2.8/5]
Veja mais